Está na hora de desligar o “achómetro”!

As empresas estão a produzir conteúdos e a dispará-los em todas as frentes digitais na esperança de envolver clientes ou gerar leads. Investem recursos valiosos na criação de conteúdo antes de avaliar as necessidades, os interesses dos seus públicos e sem definir prioridades. O resultado? Um desastre…

Ou seja, as empresas estão a avançar com táticas sem ter uma estratégia efetiva. O risco que correm com esta metodologia é gerar confusão e sobrecarregar o cliente com demasiada informação. Para além disso, a frustração da ausência de resultados pode ser muito penosa. Então, a minha sugestão é: pare, escute, reorganize e avance!

O primeiro passo para começar a desenhar uma estratégia de marketing de conteúdo é desligar o “achómetro”! É preciso desenvolver um entendimento completo do cliente e da sua jornada, documentar a sua experiência em vários pontos de contacto ao longo do caminho.

Ou seja, esquecer-se de si mesmo e desenvolver a capacidade de “vestir a pele do seu cliente” ou “calçar os seus sapatos”. É fundamental documentar os pontos negativos, desejos e necessidades do cliente em cada estágio da sua jornada e, se isto lhe parece complicado, descanse. É simples e chama-se Customer Research!

Por isso, é importante desenhar o mapa da jornada do seu cliente com o “achómetro” desligado.

4 dicas para o ajudar a desligar o “achómetro”:

  1. Search Boxaquele retângulo com uma lupa que costuma estar no canto superior direito do seu site. Sim. Esse mesmo! Sabia que tem muita utilidade? Para além de ajudar o seu cliente a encontrar a informação que precisa mais rapidamente, serve também para você saber o que costuma ser pesquisado no seu site. Ou seja, serve para rastrear as necessidades de conteúdo dos potenciais clientes, o que procuram e o que efetivamente encontram.
  2. Frequently Asked Questions (FAQ) – À semelhança do ponto anterior, se tirarmos um bocadinho do nosso tempo para analisar as perguntas frequentes e a linguagem utilizada, podemos identificar inúmeras necessidades de conteúdos.
  3. Customer relationship management (CRM) – Muitas empresas têm ao seu dispor ferramentas de CRM poderosíssimas. Trazer informação para definir tópicos para produção de conteúdos digitais é potenciar um recurso que já existe e está totalmente disponível.
  4. Amazon Customer DiscussionsSaber do que se fala em fóruns de discussão. Quais são os comentários dos clientes. Registe-se e surpreenda-se!

A pergunta é a resposta: Fazer muitas perguntas ajuda a definir o mapa da jornada do seu cliente, por isso, converse muito com quem lida com o cliente diariamente e identifique tópicos de temas para conteúdos valiosos.

Vá de encontro às reais necessidades de conteúdo dos seus clientes. Seja assertivo e relevante.

Bons conteúdos!

Paula Ribeiro

Head of marketing and communication at bloom up

Marketing content strategist | Trainer | Consultant

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

WordPress.com.

EM CIMA ↑

<span>%d</span> bloggers like this: