Nelson Mandela: Uma Vida pela Humanidade

Mandela nasceu numa vila chamada Mvezo no seio do clã Madiba, a sua primeira professora, chamada Mdingae, atribui-lhe o nome de Nelson em homenagem ao almirante Horatio Nelson que ficou conhecido não só pela sua capacidade de inspirar e motivar os seus homens, mas também pela sua forma inovadora de conceber estratégias e táticas não convencionais.

A história de Nelson Mandela continua a inspirar milhares de pessoas a não desistirem daquilo em que acreditam, este enfrentou uma vida difícil e conturbada mas nunca desistiu dos seus ideais. Aos 9 anos de idade ficou órfão de pai e cedo sentiu a necessidade de começar a sua luta contra o regime do apartheid.

Após ingressar na Faculdade de Direito em Porto Elizabeth tornou-se líder de um movimento estudantil que militava contra as políticas segregacionistas, o que levou à sua expulsão e consequente transferência para a Universidade da África do Sul (UNISA), em Johanesburgo, onde terminou o curso de Direito por correspondência.

Aos 24 anos uniu-se ao Congresso Nacional Africano (CNA), para em 1944 fundar a Liga Jovem do CNA com Walter Sisulu e Oliver Tambo. A partir das eleições de 1948, com a vitória do Partido Nacional que apoiava o reforço das políticas de segregação racial, Mandela tornou-se mais ativo no seio do CNA e deu inicio a um longo caminho de luta que mais tarde levaria à aprovação da Carta da Liberdade no Congresso do Povo em 1955, que se revelou fundamental para a causa anti-apartheid.

O massacre de Sharpeville, em Março de 1960 – onde a polícia abriu fogo direto sobre manifestantes negros matando 69 pessoas e ferindo 180 – marca a viragem da ação política por meios não violentos para a fase da luta armada.

Em 1961, Mandela torna-se comandante do braço armado do CNA (“Lança da Nação” ou MK), promovendo uma campanha de sabotagem contra alvos militares e governamentais. Durante 1 ano recebeu treino militar em Marrocos e na Etiópia, em Agosto de 1962 regressa ao seu país onde foi preso e condenado a 5 anos de cadeia. Foragido, em 1964, é novamente preso e condenado a prisão perpétua por sabotagem e conspiração.

Este tornou-se um símbolo universal da luta contra o apartheid. Por várias vezes, na sequência da campanha internacional “Libertem Nelson Mandela”, recusou a revisão da sua pena de prisão e, em 1985, não aceitou a liberdade condicional em troca de não incentivar a luta armada.

Mandela esteve encarcerado na minúscula e lendária cela 46664, durante 27 anos. Fruto da campanha do CNA e da pressão internacional foi libertado aos 72 anos, a 11 de fevereiro de 1990 por ordem do presidente Frederik Willem de Klerk, com quem viria a dividir o Prémio Nobel da Paz em 1993.

Em Julho de 1991, Nelson Mandela foi eleito presidente do CNA e em Maio de 1994 tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul. Durante a sua presidência liderou a transição do regime de minoria, consolidando o respeito internacional pela sua luta em prol da reconciliação interna e externa.

Foi aos 81 anos que o grande líder sul-africano termina o seu mandato presidencial e se dedica às causas sociais e dos direitos humanos. Nelson Mandela converteu o Soweto na Meca da luta pelos direitos humanos e pela igualdade entre os homens e foi sem sombra de dúvida um dos maiores líderes morais da história que merece ser lembrado não só como símbolo da luta pela liberdade, pela justiça e pela democracia, mas também pelas inúmeras lições de vida e liderança que nos deixou.

 

 “Ninguém nasce a odiar outra pessoa pela cor da sua pele, pela sua origem ou ainda pela sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.”

Nelson Mandela

 

 

 

1

 

 

 

 

 

 

Ana Gandrita

Vantagem+

Assessora da Direcção Geral

Responsável de Comunicação e Marketing Digital

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s