Resiliência – competência essencial do profissional de Recursos Humanos do século XXI

Atualmente, com base em mudanças de naturezas diversas e na alta competitividade, a rotina das organizações tem como constante um ambiente instável e o sentimento quase que permanente de incerteza. Estes fatores são criados pelo dinamismo existente no mundo das organizações, que obriga a mudanças imediatas quase diariamente, e exige das pessoas uma constante habilidade e agilidade para se adaptarem rapidamente. Nas posições de liderança, a exigência é ainda maior.

O gestor de Recursos Humanos recebe o dobro das pressões, tendo a responsabilidade de equilibrar as suas necessidades e expectativas, bem como as das pessoas e das suas equipas. Acresce ao seu trabalho, a responsabilidade inerente à sua função e a capacidade de gerir as pressões oriundas do ambiente externo.

Observa-se que uma das competências necessárias para as pessoas dentro das organizações, é o autoconhecimento somado à habilidade de se administrarem a si próprias perante as adversidades existentes em todos os acontecimentos. Essa necessidade constante de adaptar-se e equilibrar-se para enfrentar os desafios das mudanças exige das pessoas o que chamamos resiliência.

Resiliência é um termo encontrado na Física, que configura a capacidade que um corpo possui de, logo após ser submetido a um impacto, retornar ao seu estado normal sem se desconfigurar, sendo um termo que vem do latim resiliens. Assim, podemos fazer uma associação simples, considerando que a pessoa resiliente, após ter enfrentado uma série de problemas, crises ou dificuldades na sua vida, pessoal ou profissional, consegue, através da autoconfiança, energia para continuar, com foco na solução e não no problema ocorrido.

No ambiente de trabalho, resiliência pode ser considerada a capacidade de o indivíduo enfrentar as adversidades, ser transformado e desenvolvido por elas, conseguindo superá-las. O foco de atenção não pode estar na adversidade dos factos, mas sim no propósito e na capacidade das pessoas, isoladamente ou em equipa, promoverem estratégias e encontrarem formas de enfrentar a situação adversa.

A resiliência pode ser observada no comportamento de pessoas, através de cinco características:

  • Positividade – em que conseguem ver oportunidades no perigo e imaginam situações de sucesso em vez de fracasso;
  • Foco – em que conseguem concentrar-se nas metas que pretendem atingir sem se desviarem dos seus objetivos;
  • Flexibilidade – em que consideram outras alternativas que também as podem levar ao mesmo fim;
  • Organização – em que conseguem definir uma estrutura diante do caos e sabem como priorizar;
  • Pró atividade – em que possuem iniciativa.

No contexto organizacional, é imprescindível identificar as diferenças nos fatores de mudança e nas pessoas com quem convivemos. É importante valorizar e reforçar as atitudes daqueles que possuem facilidade e disposição para enfrentar os desafios e as incertezas organizacionais e estão comprometidos com as metas e os resultados da organização. Por outro lado, é fundamental compreender o comportamento e a maneira de atuar daqueles que têm dificuldades em aceitar de forma positiva os momentos de stress e pressão, facilitando o desenvolvimento de competências e comportamentos que possam assegurar o equilíbrio entre as pressões organizacionais e as suas pressões internas.

A pressão, os conflitos e as incertezas são fatores presentes no mundo das organizações.

Quando as pessoas, Gestoras ou não, conseguem aproveitar as situações geradas por tais fatores como possibilidades de tomada de consciência e desenvolvimento individual, estarão preparadas para lidar com as mudanças e, dessa forma, enfatizar o autodesenvolvimento e favorecer o crescimento organizacional.

Saber identificar caminhos que permitam aproveitar os momentos instáveis para transformá-los em oportunidades de aprendizagem e crescimento pessoal e organizacional é uma das competências mais importantes para o profissional nos dias de hoje.

Resiliência é a principal competência do século XXI!

E você, é resiliente?

Manuela Magno

Manuela Magno

Life & Executive Coach, Formadora | Consultora, Certified Professor in Enneagram & Eneacoaching, Mestre de Reiki Usui Shiki Ryodo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s