5 razões porque se deve importar com a sua marca pessoal

Os temas ‘marketing pessoal’ e ‘marca pessoal’ ganham cada vez mais importância, principalmente nos tempos atuais onde tudo acontece com a velocidade da luz e num mundo altamente competitivo. As novas tecnologias permitem-nos criar um perfil bastante completo de alguém que ainda não conhecemos e não é surpreendente que os profissionais de recrutamento e seleção usem frequentemente o linkedin e outras redes sociais para saber mais sobre os novos potenciais colaboradores. Pode gostar ou não, mas a forma como nos conectamos com os outros, como procuramos informações e como tomamos as nossas decisões, mudou para sempre. Além das várias preocupações que existem à volta desta evolução, foram também criadas imensas novas oportunidades para se promover e mostrar a sua melhor versão junto das pessoas que são relevantes e importantes para si.

Mas afinal o que quer dizer marca pessoal e porque deve ter uma? Para começar, todos nós já temos uma marca pessoal. Pode ser mais ou menos forte ou mais ou menos visível, de qualquer forma a nossa personalidade, as nossas escolhas e as nossas atividades já definiram como somos vistos por terceiros. Porém, as metodologias do marketing pessoal ajudam-nos a fortalecer e a desenvolver a nossa marca na direção que queremos. A marca pessoal é mostrar – através de vários meios – aos outros o seu valor acrescentado e a sua promessa de forma a aumentar a confiança que os outros têm em si e assim atingir mais sucesso.

O marketing pessoal não pretende mudar as pessoas, não pretende moldar os profissionais para pessoas ‘fantásticas e sem fraquezas ou dúvidas’. O objetivo é ser você mesmo, mas na sua melhor versão.

Em baixo explico as 5 razões porque deve então importar-se com a sua marca pessoal:

  1. Parece talvez estranho, mas nem todos os adultos sabem o que realmente querem fazer profissionalmente, onde estão as suas verdadeiras paixões e qualidades e como podem aplicá-las no seu trabalho (sim é possível!). Ao saber isto, e ao ter objetivos claros na sua vida, a sua mente foca-se muito melhor e a lei da atração começa a funcionar. Será muito mais fácil divulgar a sua mensagem ou o seu negócio pois estará bem definido e as pessoas sabem o que esperar de si.
  2. Na sequência do ponto 1, irá fazer crescer a sua rede de pessoas relevantes para o seu sucesso com muito mais facilidade. Apesar de ser bom conhecer muitas pessoas ou ter muitas conexões no linkedin, o que vai-lhe gerar negócios são apenas uma parte pequena desse grupo, pelo que a qualidade do seu network é mais importante do que a quantidade.
  3. Quando faz aquilo que promete ao longo do tempo, fará crescer a confiança que as pessoas têm em si, o que gera mais lealdade e uma marca pessoal mais forte. A publicidade boca-a-boca continua a ser a publicidade mais barata e mais eficaz que há!
  4. Ao saber as suas qualidades únicas, o que o distinge das pessoas que fazem mais ou menos a mesma coisa, dá-lhe um valor de mercado mais alto, o que lhe permite pedir um preço mais alto. Existem muitas pessoas com a mesma profissão e quando vamos ver os perfis no linkedin vemos títulos e descrições de funções muito idênticas. Porém, o seu valor de mercado ficará mais alto se consegue mostrar um conhecimento ou experiência diferente, (mas relevante!) que os outros.
  5. Ao promover-se de forma consistente e autêntica nos vários meios disponíveis (imagem pessoal, comunicação verbal, não-verbal e online), criará uma marca mais forte e uma maior noteriedade, o que gerará mais negócios. Pense por exemplo nos temas que gosta de abordar quando está num evento de networking e as publicações que faz no linkedin e facebook. Está a ser a mesma pessoa ou há aí um ‘choque’ de identidade? Não precisa de ser sempre politicamente correto, mas pode mostrar o seu sentido de humor, aquilo que o preocupa e assim mostrar outras facetas das sua vida, dentro das regras correntes de etiqueta.

Como talvez já tenha entendido, uma marca pessoal forte não se cria de um momento para outro e se nunca se preocupou com a sua, esta é a altura certa para o fazer. Contudo, é um processo que nunca acaba e o acompanha ao longo da sua vida em função da realidade e prioridades que tenha nas várias fases da sua vida. Mas uma coisa é certa: para ter uma marca pessoal que nunca deixe de ser relevante, é preciso ser curioso, ter vontade de sempre crescer e investir no seu conhecimento e nos seus soft skills.

WEB6535482_Esc.jpg

Manon Rosenboom Alves
Managing Director
Colour me Beautiful Portugal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: